Notícias

Avaí comemora 20 anos da conquista da Série C

Time do acesso à Série B em 1998, um jogo antes do título brasileiro   Foto: Julio Cavalheiro / Agência RBS  

A Nação Azurra comemora nesta quinta-feira (6) os 20 anos da conquista do título de Campeão Brasileiro da Série C, uma campanha memorável e que colocou, à época, o clube na direção da Série A. A estrela amarela no escudo do Avaí é o símbolo da histórica conquista de 1998, o dia em que a cidade parou para comemorar esta glória. O último acesso à Série A alcançado há poucos dias, diante do seu torcedor, na Ressacada, é fruto da semente plantada lá atrás, orgulho para todos os avaianos.

O torcedor não esquece daquela campanha construída com garra e determinação. No ano anterior, o Avaí tinha conquistado o título estadual, tendo em Jacaré o seu principal destaque, artilheiro da competição. Roberto Cavalo, que participou da campanha como atleta, assumiu o comando da equipe para levá-la ao título brasileiro.

“Foi uma conquista importante para o Avaí. Conseguimos ao longo da competição entender o quanto era importante e nos superamos com a velha garra azurra. Foi um marco na minha carreira também. Começamos aquele trabalho com uma caminhada incrível, em jogos emocionantes. Quero dizer que a conquista foi merecida e hoje estou honrado em poder ter participado deste momento da história do clube”, destacou Roberto Cavalo, o técnico campeão.

O jogo final do Campeonato Brasileiro de 1998, em São Caetano do Sul, diante do São Caetano, foi uma partida em que o Avaí já chegou com o acesso à Série B garantido, mas faltava o título. Nem mesmo o revés de 1 x 0 tirou o brilho da conquista. Avaí Campeão Brasileiro da Série C. com a taça na mão.

A chegada em Florianópolis no dia seguinte foi cerca de muita emoção. A delegação desembarcou no Aeroporto Hercílio Luz por volta de 13h30min. Os atletas seguiram em carro dos bombeiros pela Via Expressa Sul, Aterro da Baia Sul, Mercado Público e chegou ao Koxixos, onde uma multidão aguardava pelos campeões. Este foi o dia em que a cidade parou para ver o Avaí Campeão.

Vestiram a camisa do Leão da Ilha nesta caminhada: César Silva, Rudimar, Medeiros, Edinho, Cesar Souza, Cláudio, Fernando, Romero, Altair, Rogério Prateat, Weysler, Diego, Juliano, Tota, Marcelo, Adriano, Titi, Arthur, Jefferson Douglas, Luiz Fernando, Helton, Fantick, Carlinhos, Grizzo, Dão, Sandro Silva, Sérgio Araújo, Paulo César, Humberto, Silva, Pepe, Cleber, Serginho, Romero e Fábio Maia.

A Comissão Técnica tinha Roberto Cavalo, Stélio Serafim, Marcelo Nunes, Izazé Cugnier, Nilsão, Duca e Pereirinha, Fernando Gubert e Báu. Diretoria: Flávio Félix, Fernando Bastos, Ronaldo Hipólito, Lourival Amorim, João Carlos Dias e Vilmar Reinert.

A campanha:

Na primeira fase, o Avaí figurou no grupo regionalizado com Tubarão, Chapecoense, Pelotas, XV de Campo Bom e Brasil de Pelotas. Depois de 10 jogos, o Leão terminou a primeira fase em primeiro lugar com 19 pontos.

Na segunda fase, o Avaí encarou o Caxias já no sistema mata-mata. No jogo de ida, no Rio Grande do Sul, o Leão foi superado por 3 a 2. Na volta, vitória de 2 a 0 na Ressacada.

Na terceira fase, o adversário foi o Santo André. No jogo de ida, na Ressacada, o Leão não tomou conhecimento do time paulista aplicando 4 a 0. Na volta, no ABC Paulista, um empate em 1 a 1 garantiu a classificação.

Na quarta fase, o confronto ocorreu com o Brasil de Pelotas. No jogo de ida, no interior do Rio Grande do Sul, empate em 2 a 2. Na Ressacada, outro 2 a 2. Nos pênaltis, deu Leão por 4 a 2, que avançou para o quadrangular final.

Na fase final, o quadrangular, o Avaí começou bem com uma vitória de 2 a 1, de virada, sobre o São Caetano, na Ressacada. Depois, foi a Anápolis, em Goiás, e empatou em 3 a 3 com a Anapolina. Em seguida, empatou em 1 a 1 com o Itabaiana em casa. No jogo da volta, venceu o mesmo adversário no interior de Sergipe por 2 a 1.

Nos últimos dois jogos, o leão empatou em 0 a 0 com a Anapolina na Ressacada, conquistando o acesso à Série B. O título só veio na última rodada contra o São Caetano, em São Paulo, mesmo com a derrota de 1 a 0.

O dia em que a cidade parou para ver o Avaí Campeão Brasileiro