Notícias

Avaí completo para o clássico, mas com foco na decisão

O Avaí encerrou os preparativos para o clássico desta quinta-feira (20), no Estádio Orlando Scarpelli, contra o Figueirense, pela Primeira Liga e o técnico Claudinei Oliveira confirmou a equipe titular. O trabalho desta quarta-feira (19), foi realizado no gramado do Costão do Santinho, Norte da Ilha, onde a ausência foi o atacante Denilson, ainda em fase final de recuperação de uma lesão no pé direito. Para domingo, contra o Inter de Lages, encerrando o segundo turno, o time terá muitas mudanças em função das ausências por cartões e também para poupar titulares.

Após o trabalho, o técnico avaiano falou sobre este confronto, onde o Avaí já está eliminado da competição. “A gente entende que seria cômodo não expor a equipe principal até a final, mas é necessário eles passarem por mais um jogo desse porte, tirar todo mundo da zona de conforto. Usar estes dois jogos para preparar o grupo para a final e usar as finais para conquistar o título”, disse.

Sobre os dois clássico realizados até momento pelo Estadual e que terminaram empatados sem gols, o técnico destacou o equilíbrio de forças. “Foram jogos pegados, com muita disposição dos dois lados, equipes bem organizadas. Espero que este clássico também seja assim, pois há diferença de objetivos em disputa. Clássico todo atleta quer jogar, tem motivação, tem rivalidade. Por isso, vamos entrar com a nossa força máxima para colocar clima de competição em todos”.

O técnico também foi indagado sobre o que representa para a decisão, uma vitória sobre o rival. “Acho que é sempre bom ganhar. Melhora o ânimo de todos. A nossa equipe conseguiu o acesso à Série A com garra e demonstrando muito empenho. Nunca faltou dedicação para o nosso grupo. Neste jogo de domingo, faltou sim concentração. Todos ficaram chateados, o torcedor ficou chateado. Mas eu fiquei mais ainda, não dormi direito e nem saí de casa na Páscoa por conta disso”.

Depois do clássico, todos os titulares vão descansar e iniciam os trabalhos para a final, um bom prazo para descanso e recuperação, destacou o técnico. Claudinei observou a Chapecoense na Libertadores, pois segundo ele, é obrigação estudar e avaliar todos os detalhes. “Vi o jogo, eles estão jogando uma competição que exige demais. Jogo com cara de Libertadores. E a partir das nossas observações, vamos montar a melhor estratégia para a decisão. Ainda temos muito o que ver e avaliar até lá. Mas é hora de o torcedor entender que precisa estar ao nosso lado, lotar a Ressacada e ser fator decisivo”, completou.

Confira a entrevista de Claudinei Oliveira na TV Avaí: