Notícias

Avaí lamenta morte de Milton Lemos do Prado, o Bitinho, ex-atleta avaiano

Foram 42 jogos pelo Leão da Ilha e 19 gols                                     Foto: Divulgação / Bombeiros SC

O Avaí e seus poderes constituídos lamentam, com pesar, o falecimento de seu ex-atleta Milton Lemos do Prado, o Bitinho, 91 anos, ocorrida na noite deste domingo (29). Foram 42 jogos e 19 gols em sua passagem pelo clube no final da década de 40. Deixou um legado importante no mundo esportivo e na vida pessoal como chefe de família e uma carreira brilhante como coronel da Polícia Militar de Santa Catarina.

Milton Lemos do Prado iniciou como goleiro na AD Colegial entre 1945 e 1947. Passou pelo pelo Figueirense e Atlético Catarinense. Foi em 1948 que vestiu a camisa azurra, contratado como atleta amador, depois de um período fora dos gramados. Encerrada a carreira, chegou a diretor de árbitros da Federação Catarinense de Futebol.
Na carreira militar, tornou-se oficial da Polícia Militar de Santa Catarina em 1953. A mesma carreira do irmão Niltinho, que também passou pelo Avaí. Em 1973, já como coronel da PMSC, foi fundador da Estação de Bombeiros de Rio do Sul. Ao lado do irmão Niltinho, também participou da fundação da Federação Catarinense de Futebol de Salão, em 1957.
Em 1973 foi homenageado pela Federação Catarinense de Futebol com a realização do Torneio de Verão Milton Lemos do Prado, vencido pelo EC Próspera.
Bitinho era casado com a senhora Ronilda Hickel do Prado e pai de cinco filhos: Sérgio, Sílvio, Rodolfo, Luiz e Marcelo, além de 9 netos. (Com informações de Memória Avaiana)