Notícias

Battistotti eleito presidente do Avaí

 

Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal eleitos neste sábado para novo mandato Foto: Jamira Furlani / Avaí FC

Com 92,44% dos votos, Francisco José Battistotti, 69 anos, foi eleito presidente do Avaí Futebol Clube para os próximos quatro anos de mandato, nas Eleições do clube, realizadas neste sábado (9), no estádio da Ressacada. Amaro Lúcio da Silva foi eleito vice-presidente. A chapa um também ganhou a votação para o Conselho Deliberativo, cujo presidente eleito foi Spyros Diamantaras. Também foi eleito Luciano Kowalski, presidente do Conselho Fiscal. A chapa de Battistotti recebeu 844 votos, contra 69 votos chapa dois. Em seu discurso de posse, Battistotti agradeceu a Nação Avaiana pelo apoio e confiança e a todos que trabalharam pela sua eleição. Para o Conselho Deliberativo o resultado foi este: Chapa 1: 793 votos (88,7%) e Chapa 2: 101 votos (11,3%).

Foi a primeira eleição direta na história do clube, reforçando o processo democrático e a unidade avaiana em torno de objetivos comuns. Battistotti agradeceu bastante a confiança do torcedor, dos notáveis, dos funcionários que estiveram sempre ao seu lado, das torcidas organizadas e dos dirigentes esportivos que nunca lhe viraram as costas. “A minha emoção é grande neste momento e o sentimento é só de agradecimento a todos que estiveram, minha família, meus amigos e os que estão e estarão no Avaí do Futuro ao meu lado. Vou deixar o Avaí melhor do que quando peguei em abril de 2016”.

Após o anúncio oficial da chapa vencedora, uma grande festa dos integrantes do grupo que abraçaram a campanha de Francisco José Battistotti, promovido a presidente em abril de 2016 após a renúncia do presidente eleito na última eleição. Battistotti fez toda a sua campanha em torno da austeridade no clube, trouxe nomes novos para compor a chapa do conselho e formar sua diretoria. O Avaí para o futuro começa a trabalhar para seguir com o processo de saneamento e modernização do clube, lutar para reconquistar a hegemonia do futebol catarinense e fechar 2018 com o acesso à Série A.

Logo após a comissão eleitoral proclamar o resultado final da eleição, muita festa nos arredores da Ressacada. O atual presidente do Conselho Deliberativo, Alessandro Abreu, convocou a reunião. Presidida pelo sócio mais antigo, Nereu do Vale Pereira. Foi então eleita a nova mesa diretora do Conselho Deliberativo. Spyros Diamantaras, presidente, Rafael Sardá de vice, Vandrei Bion como primeiro secretário e Edson Roberto de Souza, segundo secretário.

Na sequência da reunião também foi eleito e empossado o novo Conselho Fiscal. O presidente eleito é Luciano Kowalski, tendo como titulares Acácio Carrerão e Gilson Kremer. Suplentes serão Glauco Vieira, Marco Tavares e Sergio Heil. Em seguida o presidente da mesa passou a palavra para as manifestações dos empossados.

Segundo Battistotti, em seu discurso após a vitória, o trabalho segue voltado para a manutenção da política de austeridade, com foco no controle dos débitos e manter os salários e contas em dia. “Queremos a valorização dos colaboradores e de todos os profissionais que atuam no clube. O Avaí precisa ser autossustentável, ter estabilidade para poder investir. Precisamos modernizar nossa estrutura organizacional de modo a criar um ecossistema favorável ao investimento de terceiros. Uma política comercial agressiva para aumentar as receitas. Queremos a valorização da marca Avaí e ampliar a forma e os valores de patrocínios e parcerias”, emendou.

O presidente eleito do Avaí tranquilizou os torcedores quanto ao trabalho de campo, quando disse que vai buscar montar uma equipe dentro da atual realidade financeira do clube, mas muito competitiva para as conquistas esportivas. “Teremos políticas para o departamento de futebol. O Avaí vai fazer um time forte para 2018. Queremos investir em ferramentas tecnológicas e de análise para o departamento de futebol. Ampliação das análises de desempenho, informação e comunicação em apoio ao futebol  profissional e de base”.

Como clube formador, o Avaí tem uma responsabilidade muito grande em torno do aproveitamento das categorias de base. E este é um projeto que o presidente Battistotti não perderá de vista nos próximos quatro anos. Segundo o presidente, este ano de 2017 o Avaí só teve conquistas na base. “Por isso, queremos o fortalecimento das categorias de base como ferramenta de diminuição de custos, benefício esportivo para o clube e potencial de geração de receita. A base é o futuro do Avaí. E vamos assim já a partir da pré-temporada de 2018 com o aproveitamento de todos os grandes valores que estão subindo”.

O presidente entende que o torcedor do Avaí é muito fiel, prestigia o clube nos bons e maus momentos. É uma relação muito boa. “Não podemos reclamar do apoio que temos recebido e no próximo ano, o clube vai precisar mais do que nunca desta apoio para voltar à elite do futebol brasileiro. Pretendemos fazer o torcedor entender o nosso projeto de saneamento do clube, de que o Avaí será forte no futuro e criar promoções e incentivos para que cresça cada vez mais o número de torcedor presentes à Ressacada. Implantar uma politica de valorização dos associados, de modo a permitir melhor comunicação com o clube, qualificação no atendimento e satisfação dos sócios”, finalizou. O Avaí do Futuro já começou.

Battistotti, Amaro Lúcio e os integrantes da mesa do Conselho Deliberativo: Sardá, Edison, Spyros e Vandrei Bion Foto: Jamira Furlani / Avaí FC

Luciano Kowalski, em pé, atrás da mesa, eleito presidente do Conselho Fiscal Foto: Divulgação / Avaí FC