Notícias

Avaí cria metodologia própria de desenvolvimento das categorias de base

Amaro, Fabiano e Battistotti na entrega do documento sobre a Base azurra        Foto: Divulgação / Avaí FC

O presidente Francisco José Battistotti recebeu das mãos do coordenador geral do Centro de Formação de Atleta do Avaí, Fabiano Pierri, o documento elaborado por toda a estrutura do clube e que vai nortear o trabalho de formação das categorias de base foi definido como “Metodologia das Categorias de Base”.

O documento é fruto de um trabalho colaborativo e participativo de todas as comissões que durante meses se reuniram e por meio de pesquisas, relatos e análises avaliativas das práticas e planos de trabalho, consolidaram e acordaram a metodologia que o clube adotará nos próximos anos.

Como Clube Formador atestado pela CBF, o Avaí tem um trabalho sólido nas categorias de base. E o objetivo deste documento entregue ao presidente e ao vice-presidente Amaro Lúcio da Silva é encontrar talentos desportivos do futebol e transformá-los em atletas, desenvolvendo princípios fundamentais em uma completa e moderna experiência de formação profissional.

A filosofia de trabalho do Avaí tem como objetivo o desenvolvimento do atleta de forma integral: formação técnica, tática, física, cognitiva, educacional, psicológica e disciplinar. O clube tem reconhecimento internacional como formador de atletas e assim prevalece o caráter educativo, contemplando aspectos morais, sociais e éticos que são essenciais na formação de um cidadão.

Segundo o coordenador de Planejamento do clube, Ivan Ecco, tudo isso não é o bastante. “É preciso acompanhar a evolução da modalidade todos os anos. Em 2020, por exemplo, o clube revisou as estratégias e definiu que até 2025 quer “ser um dos 15 maiores clubes do futebol brasileiro“, destacou.

Ainda segundo Ivan Ecco, o clube definiu também objetivos estratégicos que ao longo dos próximos cinco anos encaminham ações para se atingir a visão acima descrita. “Um dos objetivos a atingir é revelar atletas de alto nível que viabilizem retorno técnico, social e financeiro. E uma das ações é estruturar e rever a metodologia de formação da base”.

O Avaí oferece a todos os seus atletas uma metodologia de treinamento geral e única que engloba apoio profissional escolar, psicológico, assistência social, acompanhamento nutricional, suporte técnico, fisioterapia e massoterapia, preparação física, treinamento técnico e específico, monitoramento de desempenho e demais assistências.

O começou de tudo foi em 2005, quando o Avaí criou o Centro de Formação de Atletas (CFA), que levou o nome do ex-presidente João Nilson Zunino. O CFA já passou por muitas transformações para melhor atender e acomodar as necessidades do clube. Hoje, está totalmente fechado, com sua área externa urbanizada e moderna. O fechamento proporcionou privacidade para profissionais que trabalham na área e também para atletas, muitos dos quais eram assediados por empresários.

Segundo o coordenador geral do Centro Técnico e Formação de Atleta, Fabiano Pierre, “o Avaí tem como missão manter um quadro multidisciplinar de funcionários com larga experiência no futebol e no ensino de jovens e adolescentes. Todos os colaboradores do Avaí devem atender os deveres e direitos legais inerentes às suas funções assim como estarem aptos em seus conselhos profissionais regionais. Precisamos deixar este legado ao clube e a todos que por aqui passam”, completou.