Notícias

Betão diz que o grupo vive um novo momento em busca do Acesso

Treinamento na manhã de sexta-feira foi bastante produtivo para o ataque        Foto: Leandro Boeira / Avaí FC   

O zagueiro Betão, capitão da equipe, que retornou a jogar novamente depois de um bom período entregue ao Departamento Médico, fala do novo momento que vive o Avaí no Brasileiro da Série B e os resultados que fizeram a equipe encostar de vez no grupo de acesso para a Série A. A conversa de um tempo atrás, segundo Betão, foi fundamental para traçar as diretrizes e definir o que era preciso para alcançar os resultados.

“A gente fica feliz por estar chegando ao G-4. O clube melhorou os resultados. Precisamos melhorar agora é a questão do jogo. Futebol é resultado e eles estão vindo. Fazia tempo que a gente não tinha uma semana boa para treinar e aprimorar o que falta. Dá para atribuir isso à mentalidade da equipe. Tivemos um bate papo há um tempo atrás e ficou bem claro aquilo que a gente precisava fazer para alcançar os resultados. Temos colocado isso em campo, essa disposição e a vontade de vencer”, disse Betão.

Na entrevista desta sexta-feira (16), Betão falou também de sua recuperação. “Fiz uma boa preparação, uma boa transição e estou pronto. Sempre que o técnico precisar, de início ou entrando, estarei à disposição. Temos feito bons jogos, eu tenho entrado bem e espero poder ajudar nesta caminhada”, acrescentou.

Sobre a oscilação da equipe na Série B, Betão disse que atrapalha bastante em pontos corridos. “Foi o que ocorreu no início da competição. Bom que a gente tá tendo forças para correr atrás dos pontos que deixamos de ganhar. Temos que estar preparados para enfrentar as dificuldades. A equipe, de maneira geral, entendeu isso. Nem sempre vamos agradar todo mundo, a maneira como estamos jogando, mas o que importa é a conquista dos resultados”.

Na questão da forma de jogar da equipe, onde em muitos momentos o adversário tem mais posse de bola, o zagueiro avaiano disse que isso é relativo, e que a prática do futebol confunde muito com a teoria. “Claro que exige bastante, você fica a maior parte do tempo marcando, mas ao mesmo tempo te dá segurança. Às vezes você ataca muito e exige a contrapartida da defesa. Temos pontos para melhorar, na defesa e no ataque, mas o importante é que todo mundo entendeu o conceito do trabalho que está sendo realizado”, completou Betão.

Na manhã desta sexta-feira, o técnico Geninho comandou um trabalho técnico com o grupo de profissionais, onde todos participaram da atividade. A novidade foi o lateral João Lucas, completamente recuperado e à disposição para atuar em Caxias do Sul. Lucas Frigeri e Pedro Castro foram poupados do trabalho da manhã, mas trabalharam na parte da tarde e estão aptos para enfrentarem o Juventude. Rafael Pereira, com o terceiro amarelo, está fora da partida. O grupo ainda tem três trabalhos até a viagem para Caxias do Sul, na tarde de segunda-feira.

Confira a entrevista de Betão:

Geninho aprimorou finalização com envolvimento de meias, atacantes e laterais Foto: Leandro Boeira / Avaí FC

Gastón Rodriguez calibrou a pontaria no trabalho conjunto ataque x defesa      Foto: Leandro Boeira / Avaí FC

Betão (colete) tenta impedir o avanço de Getúlio no treinamento da manhã              Foto: Leandro Boeira / Avaí FC