Notícias

Conselho Deliberativo aprova homenagens

O Conselho Deliberativo do Avaí aprovou na noite desta segunda-feira (06/02), em reunião extraordinária, a outorga da Medalha de Honra ao Mérito Saul OIiveira para Cléber Santana, ex-craque azurra e Delfim Pádua Peixoto Filho, ex-presidente da FCF, ambos mortos no acidente com a delegação da Chapecoense, em La Unión, na Colômbia, além do clube de Chapecó, que também receberá a medalha. A data das homenagens ainda será definida pela diretoria executiva, autora das indicações, provavelmente no jogo da volta com a Chapecoense, na Arena Condá.

Na reunião, que teve um clima bastante propositivo, o Conselho ainda referendou a iniciativa da diretoria executiva, de eternizar a camisa número 88, que era usada por Cléber Santana, em sua passagem pelo clube. O Avaí foi o clube em que Cléber Santana atuou o maior número de jogos e onde fez o maior número de gols de sua carreira. O ponto alto de sua passagem pelo Avaí foi a conquista do Campeonato Catarinense de 2012, na disputa com o Figueirense. No 3 x 0 da Ressacada, no primeiro jogo, Cléber fez o terceiro e mais bonito gol, cobrando falta da entrada da área.

O presidente do Conselho, Alessandro Abreu, iniciou a reunião com a palavra ao presidente Francisco José Battistotti. Ele fez um relato das ações da diretoria executiva. O projeto para este ano, principalmente no tocante às finanças do clube, o pagamento dos salários atuais adiantados, o pagamento dos compromissos de 2016 e sem nenhum registro de ação trabalhista, além dos compromissos com a Justiça do Trabalho e a venda do zagueiro Gabriel. Battistotti respondeu a perguntas dos conselheiros, esclarecendo todas as dúvidas e disse que o grande objetivo é a permanência na Série A em 2017.

Também, por sugestão do presidente do Conselho, o Coronel Neto, que é gestor administrativo das categorias de base do clube, fez um relato das atividades. As categorias de base do Avaí hoje são formadoras de craques para o futuro e muitos jovens já vem sendo aproveitados no time principal e cogitados para eventuais negociações.

A reunião foi finalizada com a apreciação de um abaixo-assinado de torcedores que questionavam o uso das cores oficiais do clube no novo uniforme apresentado pela fornecedora. A discussão girou em torno do tom de azul que vem sendo utilizado. Consenso entre os conselheiros é ampliar a discussão para o próximo ano.