Notícias

Conselho Deliberativo define regras para defesa da diretoria executiva

Reunião do Conselho Deliberativo define regras para defesa da Diretoria Executiva  Foto: Divulgação / Avaí FC

O Conselho Deliberativo do Avaí em reunião extraordinária na noite desta quinta-feira (22), nas dependências do clube, acatou decisão judicial (antecipação de tutela recursal) do desembargador Álvaro Luiz Pereira de Andrade, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina para retirar de pauta o item dois que tratava da defesa da Diretoria Executiva sobre a rejeição das contas de 2020.

O presidente da mesa do Conselho Deliberativo, Spyros Apóstolo Diamantaras, seguiu com os demais itens da reunião. O primeiro secretário Vandrei Bion leu a ata da reunião anterior, aprovada em seguida pelos 31 conselheiros que assinaram o livro de presença.

Diante da impossibilidade de seguir com o principal assunto pautado, o presidente fez discurso emocionado aos presentes em defesa do clube, falando da situação financeira, das dificuldades que poderão vir com as pendências financeiras existentes e que poderão ser agravadas com o fim da temporada, vislumbrando cenário ruim para 2022.

Em andamento ao que solicitou a diretoria executiva em sua demanda, Spyros sugeriu que os conselheiros presentes definissem um rito para a exposição da defesa da Diretoria Executiva sobre a rejeição das contas de 2020.

O conselheiro Bernardo Pessi foi convidado a apresentar modelo já preparado e que foi aprovado, com regras procedimentais mínimas para apuração de eventuais responsabilidades decorrentes da reprovação das contas no exercício 2020, com a produção de provas e pelo tempo adequado ao exercício da ampla defesa.

Também foi aprovada a formação da comissão processante, com três membros conselheiros definidos: Katia de Paula, José Carlos da Silva Junior, Nilson Magagnin. Foram definidos 10 dias para a defesa e mais cinco parfa a comissão fazer seu parecer. Pelo rito estabelecido, posteriormente o CD encaminhará para a Assembleia Geral para votar o parecer. A reunião foi encerrada após a manifestação de conselheiros.