Notícias

Dada a largada para a construção do Memorial do Avaí

Elisiana Trilha Castro e Michelle Witkowski tocarão o projeto inicial                               Foto: Divulgação / Avaí FC

O Avaí deu a largada na tarde desta quinta-feira (18) para a construção do seu Memorial, um espaço de documentação e memória para resgate de toda a história do clube, reunindo num mesmo local todos os quase 100 anos de glórias e conquistas.

O historiador e presidente do Conselho Deliberativo do clube, Spyros Apóstolo Diamantaras, ao lado de seus companheiros de comissão, os conselheiros professor Edison Roberto de Souza e o empresário Júlio Herdt, com o apoio do presidente Francisco José Battistotti e do vice-presidente Amaro Lúcio da Silva, está à frente desta primeira etapa.

A comissão acompanhará o desenvolvimento do trabalho até o final, em data muito especial para a família avaiana. O projeto é resultado de consultas e reuniões realizadas com os poderes do clube com esta finalidade.

Na largada, no auditório do clube, com a presença de todos os envolvidos, Spyros apresentou a historiadora Elisiana Trilha Castro, dra. em História Cultural, pela UFSC, que estava acompanhada da arquivista Michelle Witkowski, que também participará do projeto. As profissionais vão tocar o projeto do Memorial e o primeiro passo, como destacou Elisiana, será inventariar todo o conteúdo disponível para avançar com as demais etapas.

Durante a largada, Spyros fez questão de contextualizar o projeto do Memorial do clube. Disse que tudo começou por volta de 2014/2015 quando foi dada da largada para a reforma do Estatuto do clube. “Incluímos um item que fala do Centro de Documentação e Memória, uma obrigação do clube para sua criação. Está no Estatuto, mas não saiu do papel. Agora, resolvemos desde o ano passado tirar isso do papel e chegarmos ao Memorial, um nome factível de levar adiante, na atual realidade do clube. E chegamos aos nomes da Elisiana e da Michelle para tocar o projeto”, disse.

A criação do Memorial já está aprovada pela diretoria executiva e pelo presidente Battistotti, que prometeu dar todo o apoio para que o projeto avance. Foi dado, portanto, o pontapé inicial para sua construção. O trabalho inicia pelas profissionais, com prazo de seis meses, prorrogáveis por mais seis meses, com custo fixo para o clube. O grupo esteve reunido ao final da tarde desta quinta-feira (18) com o presidente Battistotti e o vice Amaro Lúcio da Silva.

A partir do avanço dos trabalhos, o Avaí estará presente com a sua estrutura para desenvolver o Memorial, através de sua área administrativa, com envolvimento dos profissionais do clube e os investimentos necessários. Aos poucos o projeto vai avançando e o torcedor será informado do seu andamento.

O Memorial, que poderá ter vários espaços no Estádio, envolverá hoje a sala de troféus e outros espaços destinados ao resgate da história do clube, tudo catalogado e apresentado no futuro de forma digital e em material físico preservado como troféus, camisas históricas e documentos que marcaram os anos do clube até a presente data.

Spyros Apóstolo Diamantaras  (C) preside a comissão de implantação do Memorial   Foto: Divulgação / Avaí FC

Edison Roberto, Spyros, Michelle, Battistotti, Elisiana e Amaro na largada do Memorial Foto: Divulgação / Avaí FC