Notícias

Garrincha e o contrato de formação: o início de um sonho

Foto: Vitória Marques/AVAÍ FC

Nesta quinta-feira (3), Alex Bruno Miranda Azevedo assinou seu contrato de formação com o Avaí Futebol Clube. Conhecido como Garrincha, ele tem 14 anos e está no clube desde os 13, quando atuou pela primeira vez na Copa Votorantim, principal competição da categoria no Brasil. O momento da assinatura é sempre de alegria para o atleta e sua família, e de realização para o clube.

“Senti que ele foi bem acolhido e isso é muito importante para o atleta, que pode focar somente no trabalho e tranquiliza a família. Estamos contentes, a família toda. E ele também, que é o que importa. Esperamos que ele cresça no clube, que o Avaí reconheça o trabalho dele, que ele seja um grande jogador do Avaí e faça a sua história aí dentro, que é o time onde iniciou essa caminhada”, comemora Alexsandro da Cruz Azevedo, pai de Garrincha e que veio de Pé de Serra, na Bahia, para acompanhar o importante momento do filho.

Alexsandro da Cruz Azevedo e seu filho Garrincha. Foto: Vitória Marques/AVAÍ FC

Garrincha recebeu o apelido pelo estilo de jogo e por suas pernas tortas, tal qual o homônimo Campeão do Mundo. Para ele, essa nova fase representa um importante passo na vida e na carreira, já que agora ele está morando nos alojamentos da Ressacada e representa o clube. “Muito feliz em assinar o primeiro contrato. Vou dar o meu melhor para conquistar títulos com essa camisa pesadíssima e cheia de história. Agora já posso participar mais do clube, posso estar alojado aqui e treinar. O Avaí é o time que me abriu as portas, as pessoas são muito boas comigo e espero chegar até o profissional”, comenta o atleta.

Os desafios são muitos, claro. E a saudade da família que ficou na Bahia é o grande desafio a ser enfrentado nesse processo de amadurecimento. “Falo com eles todos os dias e isso vai amenizando. Mas eles sabem que estou num lugar tranquilo e onde me sinto muito bem”, conclui.

O contrato de formação

Embora Garrincha já tivesse um contrato de iniciação esportiva (era o popular “atleta federado”), é com o contrato de formação que ele inicia uma caminhada rumo ao sonho de se tornar jogador profissional.  Apenas clubes formadores, que têm o certificado de clube formador fornecido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), podem assinar esse contrato. Ele garante direitos e segurança ao clube na formação do atleta até que, aos 16 anos, ele possa assinar seu primeiro contrato profissional.

 

Garrincha e Fabiano Pierri, coordenador das Categorias de Base do Avaí. Foto: Vitória Marques/AVAÍ FC

Também é o contrato de formação que garante ao clube os percentuais de solidariedade em negociações futuras de direitos econômicos. “Ao mesmo tempo, o atleta tem uma série de benefícios, ele passa a receber uma bolsa-aprendizagem, direito a plano de saúde e odontológico custeados pelo clube, assistência psicossocial, enfim, tudo aquilo que é exigido de um clube formador para o desenvolvimento do atleta”, reforça Fabiano Pierri, coordenador das Categorias de Base do Avaí.

Boa sorte, Garrincha. Teus sonhos são os nossos.