Notícias

Homenagem a Mirim Doce

O Avaí Futebol Clube homenageia no jogo desta terça-feira (19), diante da Portuguesa, em São Paulo, o município de Mirim Doce. Os goleiros avaianos estarão vestidos com uma camisa especial retratando a cidade do Vale do Itajaí. Mirim Doce que tem cerca de 2.600 habitantes.

Histórico de Mirim Doce

A História de Mirim Doce começa a ser registrada durante o período da Guerra do Contestado. Durante este período, Mirim Doce serviu de depósito de mercadorias para serem posteriormente transportadas para o planalto e foi passagem de tropeiros do planalto que com suas mulas cargueiras procuravam fazer escambo com o comércio do Vale do Itajaí.

Os cablocos de Serra-Acima fugiram da Guerra do Contestado e encontraram na terra mirim-docense um lugar propício para se verem livres das agruras da guerra. Aos poucos foram surgindo novas comunidades.

Em 1916 Bruno Heidrich adquiriu grande área de terra em Mirim Doce e começou a implantar a fecularia, enquanto as primeiras casas foram construídas na parte que hoje é o centro de Mirim Doce e os colonizadores desbravaram a terra para dar início ao plantio.

Neste chão conhecido como “a terra da abelhinha do mel doce” transitaram os escravos com as mercadorias do Depósito, foram construídas picadas para a passagem de mulas cargueiras, os primeiros colonizadores deram início ao plantio de arroz, surgiram as primeiras serrarias, atafonas e engenhos de farinha tocados a roda’água ea vila de Mirim Doce floresceu em 1991 quando se emancipou politicamente.

O Distrito de Mirim Doce foi criado pela Lei nº 282, de 31 de março de 1959. A instalação do distrito ocorreu no dia 22 de julho de 1962. Em 13 de dezembro de 1968, o prefeito Hercilio Anderle, assinou a Lei nº 581, delimitando a área da zona urbana da vila de Mirim Doce. Em 26 de setembro de 1991, o governador Vilson Pedro Kleinubing sancionou a Lei nº 8.356 que criou o Município de Mirim Doce. A instalação deu-se no dia 1º de janeiro de 1993, quando definitivamente MIRIM DOCE emancipou-se administrativamente do município de Taió.

A região onde se localiza Mirim Doce foi uma das mais castigadas pelos conflitos da Guerra do Contestado. Antes, no final do século XIX, foi passagem de tropeiros que levavam couro, gado e carne-seca do Rio Grande do Sul para São Paulo. No início do século XX, a localidade chamava-se Depósito, por armazenar toras de madeira utilizadas por militares na guerra, que durou de 1912 a 1916, mas não existe nenhum registro deste fato.

O processo de criação do novo município desmembrado de Taió aconteceu com grande tranqüilidade, com reuniões em diversas comunidades do interior, até a realização de um plebiscito que foi coordenado pela Justiça Eleitoral TRE/SC ocorrido no território interessado, que resultou num expressivo voto favorável.

Mirim Doce hoje é administrado por uma mulher, Prefeita Maria Luiza Kestring Liebsch, sendo este seu segundo mandato.

A principal economia desta cidade vem da agricultura,o cultivo do arroz irrigado,dos aviários e gado leiteiro, destaca-se por localizar-se próxima a BR470 e por ter lindas paisagens naturais com belíssimas cascatas.

Todo, ano em 26 de setembro comemora-se o aniversario do município com a tradicional Festa do Melhor Arroz! Pois Mirim Doce tem o titulo de CAPITAL DO MELHOR ARROZ.