Notícias

Jaelson Ortiz fala sobre a preparação física para a volta às atividades

Jaelson Ortiz avaliação condições físicas dos atletas Avaianos              Foto: Divulgação / Avaí FC

O preparador físico Jaelson Ortiz avalia a preparação física dos atletas azurras e diz que o grupo, mesmo em quarentena, tem treinado forte e está em boas condições para o retorno às atividades, assim que as autoridades estaduais e nacionais autorizarem o reinício dos treinos e competições, após a pandemia do coronavírus.

Nesta entrevista, Jaelson destaca a forma sistemática com que os atletas têm atuado em cima de um cronograma de trabalho passado no momento em que o grupo foi liberado com a suspensão das atividades por conta da COVID-19. “A paralisação foi importante para salvar vidas, mas alterou todo o cronograma de trabalho de uma forma geral no futebol”.

O professor destaca a vontade dos atletas em querer trabalhar e estar em boas condições para a retomada. “O que eles têm passado para nós em vídeos dos trabalhos individuais é muito bom. Trabalhos que estão realizando em suas casas. Temos trocado feedback e analisado como eles têm se adaptado à nova realidade”, disse.

Uma das grandes preocupações foi dar condições para que os atletas pudessem fazer os trabalhos que favorecessem o desenvolvimento físico. O clube proporcionou material para que treinassem e estão sendo observados por toda a equipe de profissionais do clube.

Segundo Jaelson, essa parada vai ocasionar uma perda grande para o atleta de futebol. “Não só pelo aspecto físico, mas para o clube de uma forma geral. Aspectos técnicos e táticos, pouco contato com a bola. É tudo individual. Falta muito esse trabalho de conjunto, trabalho tático. A perda é grande”, completou.

Outro dado importante destacado pelo preparador físico Jaelson Ortiz, foi o aproveitamento pessoal para este período de quarentena. “Buscamos realizar cursos para engrandecer o conhecimento, principalmente a leitura de livros e idiomas. Neste momento é a potencialização de nosso crescimento que a gente normalmente não teria condições com as atividades frequentes. Precisamos qualificar, não só a capacidade profissional como também o lado pessoal”, concluiu.

Jaelson Oritz, aos 36 anos, é professor doutor. Seu curso de Doutorado em Ciências do Esporte pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi concluído ano passado. Um dos poucos profissionais da preparação física do Brasil com a titulação de doutor.

Confira a entrevista na TV Avaí: