Notícias

Parceria do Avaí com ELA Sustentável para ter economia e qualidade na água

 

Robson e Battistotti no fechamento da parceria com a Ela Sustentável                Foto: Divulgação / Avaí FC  

Mais um passo importante do Avaí na direção da sustentabilidade com assinatura na tarde desta terça-feira (27) de parceria com a empresa ELA Sustentável, que desenvolve tecnologia para a economia e consumo de água. Participaram do encontro o presidente Francisco José Battistotti e o diretor Robson Silva, da ELA Sustentável.

O clube fechou recentemente parceria a empresa PRISMA para se tornar autossustentável em energia elétrica e agora avança em outra área, tornando-se um dos pioneiros no país em ações de proteção e cultura sustentável. A ELA Sustentável é uma empresa catarinense com soluções que buscam sempre o conceito sustentável, seja por evitar o desperdício, seja por trazer um modo inteligente de consumir água de qualidade.

Esta parceria entre o Avaí e ELA Sustentável é a partida para ações que visam a cultura da água. Desta maneira, fortalece a atuação do clube na redução de impacto ambiental, na melhoria da qualidade da água consumida e nas iniciativas sociais para conectar o discurso sustentável à prática.

Segundo o diretor de marketing e produtos da ELA Sustentável, Robson Silva, “a empresa está muito feliz em compartilhar com o Avaí o conceito de sustentabilidade. Deu o primeiro passo com a energia fotovoltaica e agora através da água para trazer sustentabilidade ao clube. A primeira entidade esportiva em Santa Catarina que está fazendo esse movimento. Uma visão muito grande de futuro, que a gente agradece a confiança e a parceria para seguir em frente com esse projeto”, disse.

O presidente Francisco José Battistotti disse que o Avaí é um clube que se preocupa com a sustentabilidade. “Desde a gestão do nosso saudoso João Nilson Zunino, quando teve a ideia de construir uma estação de tratamento de esgoto. Agora passamos pela implantação da energia fotovoltaica e chegamos à parceria com a Ela Sustentável para tratamento e economia do uso da água”, concluiu.